sexta-feira, 25 de abril de 2008

Clássicos? Sei. #1 - Eça de Queiroz, O Primo Basílio

Bem, meu contrato com os grandes escritores expirou na última sexta. Eles não são de nada, e eu sou demais.

Ele me enviam os originais com as idéias horríveis, textos mal escritos, e eu transformo tudo em clássico!

Eça de Queiroz, Dostoiévski, Machado de Assis, Oscar Wilde, Viginia Woolf, Schopenhauer, Albert Camus, Joaquim José da Silva Xavier, Pero Vaz de Caminha, Monteiro Lobato, Nietzsche, Camões, Rubem Braga, Kafka, Sartre, Cícero, Jorge Amado, Platão, Balzac, Victor Hugo...

Vou publicar a partir de hoje, os originais que todos estes canalhas me enviaram seguidos dos clássicos em que os transformei. Começaremos com Eça de Queiroz, em Os Maias. Neste caso, publicarei a carta que estava anexa aos meus originais - os que valem, os que alterei.

:

Caro Eça,

Não se esqueça de que os pagamentos vencem no próximo dia dezesseis.

Recebi os novos originais, e já lhe informo que mudei inclusive partes do enredo.

Não altere nada antes de me informar.

Veja um pequeno trecho dos originais que você me enviou:

"Luísa parecia que estava com sono ou entediada, e bufou. Limpou com a própria carta, a marca que o macarrão de Juliana deixou-lhe nos lábios, o que nos leva a pensar que bufou por conta de um pequeno enfado por Juliana. De repente se deu conta de que era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e ficou cheia de si! Sentiu-se melhor que antes (se fosse uma prostituta, o próprio preço teria inflacionado).

Enfim, no meio daquela tarde chata, foi bom receber a carta."

Agora, confira como será publicado, após as minhas alterações:

"E Luísa tinha suspirado, tinha beijado o papel devotamente! Era a primeira vez que lhe escreviam aquelas sentimentalidades, e o seu orgulho dilatava-se ao calor amoroso que saia delas, como um corpo ressequido que se estira num banho tépido; sentia um acréscimo de estima por si mesma, e parecia-lhe que entrava enfim numa existência superiormente interessante, onde cada hora tinha o seu encanto diferente, cada passo conduzia a um êxtase, e a alma se cobria de um luxo radioso de sensações!"

Percebe como fica melhor? Percebe que deveria pagar tudo em dia?

Tenha mais vergonha, Eça, antes de me enviar os originais. Assim ficarei tímido na próxima vez em que nos encontrarmos para um chop matinal.

Abraços,

André Cintra

8 comentários:

Gengis disse...

André,

Parabéns. O seu blog e você são muito maravilhosos.

Manfredo disse...

Se o seu blog fosse salsicha, ia querer no meio do pão sem ketchup!

ps: de tão saboroso, dispensaria o ketchup.

Juliana disse...

Orelha é bom, mas seu blog é ainda melhor!

Arnaldo disse...

Você já conquistou o torneio de Winblondon? Pois merece.

Célio Silva disse...

Você tem uma lupa? É para eu não perder nada deste blog tão lindo!

Ana Maria disse...

Melhor que abacate, definitivamente.

Chico disse...

Caramba! Que legal, meu!

Anônimo disse...

Parabéns, André!
Você tem mesmo que desmascarar esses descarados que escrevem mal e ainda por cima exploram o seu trabalho.
Te admiro muito!

Bruno, O Nefelibata.